Omelas

Tive a oportunidade de reler recentemente um dos melhores contos que já li: “Os que se afastam de Omelas” de Ursula K. Le Guin. O conto foi incluído na coletânea “Rumo a Fantasia”, editada por Roberto de Souza Causo para a Devir Editora. Como eu gosto muito desse conto, fui direto a ele, pulando os anteriores. Voltei a eles depois de um tempo, mas isso é para um outro post.

“Os que se afastam de Omelas” foi meu primeiro contato (tardio, lamento dizer) com Ursula K. Le Guin, numa coletânea editada por Orson Scott Card chamada Masterpieces. Lembro que quando cheguei ao final do conto, fiquei meio atônito. Tanto que li de novo, logo em seguida. Hoje tive a mesma sensação. Não gosto de fazer resenhas, mas de apenas passar minhas impressões, e por isso recomendo fortemente a leitura.

Ainda sobre Ursula K. Le Guin, fiquei  tão impressionado com “Omelas” que logo em seguida fui atrás de duas obras-primas dela: “Os Despossuídos” e “A Mão Esquerda Da Escuridão”. Os dois livros são incríveis e merecem a leitura. Uma vez eu li alguém comentando que é difícil escolher uma boa obra dessa autora, porque ela tem um nível muito alto. É verdade, as narrativas são envolventes e ao mesmo tempo provocantes. Sempre há alguma crítica social escondida lá no fundo. Os dois livros dela que mencionei no início do parágrafo foram relançados recentemente em português. Vale a leitura.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s