Dinossauros, asteróides e energia no vácuo…

Pois é, quando idealizei este blog, tinha planos de discutir um pouco de ciência, além da FC e Fantasia. Mas eu não fico procurando matérias para colocar aqui. Ontem eu comentei com um colega de trabalho sobre o blog e ele me perguntou: “Sobre o que você escreve lá?”. Eu na hora dei a resposta pronta e enlatada:”Ficção, fantasia, um pouco de ciência também.”

Opa, na hora eu me dei conta de que estava errado! Faz tempo que não escrevo nada interessante aqui “cientificamente”. Bom, vamos tentar corrigir um pouco essa falha. Vão aí algumas notícias que li essa semana e que podem ser interessantes para quem anda acompanhando este blog.

Penas em dinossauros: Bom, já há algum tempo aparecem estudos mostrando que os dinossauros tinham penas, e também que os pássaros de hoje são decendentes deles (alguém pensou em Parque dos Dinossauros?). A notícia que eu li ontem diz que os dinossauros, assim como os pássaros, trocavam as penas ao passar para a fase adulta. Os pesquisadores dizem até que eles provavelmente trocavam duas vezes de penas. O estudo foi publicado na Nature, e o link onde vi a notícia é esse aqui.

Asteróide perigosamente próximo: o Telescópio de Arecibo em Porto Rico (o mesmo do filme Contato) observou em abril um asteróide potencialmente perigoso para nós. Denominado 2005 YU55, este asteróide encontra-se a cerca de 2,5 milhões de quilômetros da Terra (cerca de 6 vezes a distância Terra-Lua). Após circundar o Sol, ele deve passar bem mais próximo de nós, cerca de 0,8 vezes a distância Terra-Lua.Essa distância, ainda não apresenta perigo real, mas acendeu um sinalzinho vermelho. Pura coincidência eu ter mencionado essa notícia logo após a notícia dos dinossauros…:). O link para a notícia é este aqui.

Água congelada detectada em asteróide: Dois grupos distintos de pesquisa identificaram uma camada de gelo cobrindo a superfície do asteroide 24 Themis, que orbita o Sol no Cinturão de Asteróides, entre Marte e Júpiter. Já é bem sabido que os cometas tem grandes quantidades de gelo em sua estrutura, mas eles são corpos que tem órbitas muito excêntricas e passam boa parte da sua existência a distâncias muito grandes do Sol. Já os asteróides, que estão mais próximos, supostamente não teriam condições de manter água em sua superfície sem que ela se evaporasse. A notícia certamente reacende ou pelo menos acrescenta um ingrediente nas teorias de como a Terra obteve seus oceanos. A notícia completa está aqui.

Físicos brasileiros tiram energia do nada: Bom, foi exatamente essa a manchete que eu vi na Folha Online e que me chamou a atenção. Dois teóricos brasileiros conseguiram mostrar que a energia contida no vácuo pode aumentar de maneira violenta e descontrolada. Ao contrário do que nossa intuição pode sugerir, o vácuo não é um espaço totalmente vazio, mas suas partículas são tão raras e espalhadas, que não podemos detectá-las. Esse estudo mostra possíveis implicações para a chamada energia escura, e pode ajudar a entender o atual estágio de evolução do Universo que é observado. A notícia completa está aqui.

Bom, acho que por hoje é só. Espero que apreciem as notícias.

Uma resposta para Dinossauros, asteróides e energia no vácuo…

  1. Camila disse:

    Hoje é Star Wars Day, parabéns pelo se dia!😛 eheheh

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s