Uma Princesa de Marte

Semana passada, eu li este livro de Edgar Rice Burroughs, lançado em 2010 pela Editora Aleph numa edição bem caprichada.

E que livro ótimo! Eu só conhecia Burroughs pela leitura dos livros do Tarzan. Meu pai tinha todos os livros desde criança e eu acabei herdando a coleção dele. Hoje atribuo a esses livros, junto com os do Sítio do Pica-Pau Amarelo, o meu gosto pela leitura.

Lembro bem que uma das coisas que mais me chamava a atenção nos livros do Tarzan era a capacidade que Burroughs tinha para criar uma ambientação extremamente convincente. Ele conseguia fazer com que o leitor se sentisse realmente na selva africana de maneira simples e eficiente.

E o que percebi, lendo Uma Princesa de Marte, é que o estilo de Burroughs estava lá, as descrições que ele faz do planeta são extremamente convincentes. A impressão que temos através da leitura é de estar vendo um “filme” mostrando cada uma das paisagens. E o mesmo acontece com a descrição das cidades e com as cenas de batalha ou luta. Tudo é extremamente visual, especialmente se levarmos em conta que o livro foi escrito no começo do século XX.

Uma Princesa de Marte conta as aventuras de John Carter, um veterano da Guerra Civil Americana, em solo marciano, defendendo a honra da Princesa Dejah Thoris, por quem ele se apaixona à primeira vista. O livro é uma mistura de fantasia, ficção científica e romance. É o primeiro de uma série que conta várias aventuras de Carter.

O protagonista, John Carter, é um daqueles heróis clássicos. Esqueçam Indiana Jones ou McGyver. John Carter, ele sim, é “O” cara!!!…hehehe…. Eu perdi a conta de quantas vezes ele diz: “Só um milagre poderia me salvar dessa situação.” E mesmo assim, ele se salva, e escapa de uma aventura para outra, de um perigo para outro. Ele quebra a cara de marcianos monstruosos, conquista a bela princesa, faz aliança com povos inimigos, luta com tudo que é tipo de arma, dá uma de gladiador, pilota avião e ainda aprende telepatia. Agora me digam: é ou não é O cara????rs

Uma coisa interessante no livro é que não se sabe ao certo como Carter vai parar em Marte. Em um momento ele está numa caverna no meio do deserto no Arizona, e no momento seguinte, ele acorda em Marte. Isso é legal, porque na verdade, o que realmente importa nesse livro é a história, a aventura, o romance. A parte “técnica” é totalmente deixada de lado.

Logo que aparece em Marte, John Carter é “adotado” por uma tribo de marcianos com mais de três metros de altura e quatro braços. Graças a sua astúcia, agilidade e força, ele ganha um certo poder e respeito entre os marcianos, mas comete o “erro” de se apaixonar por uma princesa de um povo inimigo. A partir daí, Carter faz de tudo para salvar sua amada de tudo quanto é perigo, usando todas as oportunidades possíveis para ganhar o coração da mocinha.

Um detalhe muito interessante: como o livro foi publicado em 1912, muito tempo antes da primeira viagem orbital tripulada (em 1961, com Yuri Gagarin), Burroughs imaginou que a Terra seria vista como um ponto verde no céus de Marte, e não um ponto azulado como hoje sabemos que ela é. A famosa frase “A Terra é azul” ainda não havia sido dita.

A edição da Aleph está bem caprichada. Eu fiz algumas comparações com o texto em inglês e peguei uns dois erros de tradução, que poderiam ter sido pegos numa revisão mais cuidadosa, mas isso não diminui a qualidade da obra. A encadernação e a capa estão muito bonitas e o esforço que a editora tem feito para publicar bons livros de FC deve ser louvado.

Uma Princesa de Marte é um livro muito bacana. A aventura é quase constante e a leitura não perde o ritmo. John Carter cativa os leitores do mesmo modo como cativa os marcianos: fazendo coisas impossíveis e se livrando das situações mais improváveis. O final do livro dá aquele gostinho de “quero mais” e me deixou com vontade de ler as continuações. Elas estão disponíveis para download em alguns sites, mas seria muito legal se a Aleph arriscasse mais alguns livros nessa série.

6 respostas para Uma Princesa de Marte

  1. lorensgalahad disse:

    ola, vc disse que está disponível em alguns sites para download quais seriam esse sites???

  2. O escritor Edgar Rice Burroughs morreu em 1950. Segundo as leis brasileiras as obras passam para o Domínio Público após 70 anos da morte do autor. Portanto, em 2020 todas as sua obras estarão liberadas para todos, sem incorrer em pirataria. Os downloads finalmente estarão liberados.
    E enquanto aguardamos…

  3. johnny disse:

    A ed. Aleph lançou outros além de “uma princesa de marte”: “o comandante de marte” e “os deuses de marte”. Confiram no link:
    http://www.editoraaleph.com.br/site/uma-princesa-de-marte.html

  4. Rogerio disse:

    Concordo com tudo que vc falou sobre o livro. Uma palavra para descrever: viciante. Aguardo para ler ” os deuses de marte”.

  5. Darlam Cæsar disse:

    É realmente uma ótima saga pena q ainda não encontrei o pdf de Os Deuses de Marte para baixar ainda. Pelo menos não em portugues

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s