Anuário 2010

Foi lançado no último Fantasticon o Anuário Brasileiro de Literatura Fantástica 2010, sétima edição consecutiva (segunda pela Devir Livraria), organizado pelos jornalistas Marcello Simão Branco e Cesar Silva.

Vale lembrar que o Anuário, apesar de publicado em 2011, trata da literatura fantástica produzida no Brasil durante o ano de 2010, por isso o nome parece (parece!) defasado.

Sem dúvida, o ponto alto desta publicação é a entrevista concedida pelo escritor Nelson de Oliveira, eleito “personalidade do ano”, graças a seu extenso trabalho na divulgação da FC, a organização do Projeto Portal e a publicação da coletânea Paraíso Líquido (sob o pseudônimo de Luiz Bras). São mais de trinta páginas de entrevista, nas quais discute-se literatura, mercado editorial e perspectivas para a ficção científca. Simplesmente obrigatório.

O Anuário traz também um ensaio escrito pelo pesquisador Edgar Indalecio Smaniotto, O Futuro Eugenizado, tratando das influências do pensamento eugênico nos escritores brasileiros de FC durante a primeira metade do século XX.

Além das tradicionais seções informativas e das listas de publicaçãoes, o livro ainda traz diversas resenhas. Vinte, para ser mais preciso. Entre as publicações nacionais, temos: Anjos, Mutantes e Dragões (de Ivanir Calado), Guerra Justa (de Carlos Orsi), Selva Brasil (de Roberto de Sousa Causo) e Paraíso Líquido (de Luiz Bras).

Os autores dão também um grande destaque à expansão da literatura fantástica no Brasil, com um salto no número de publicações em 2010 (cerca de 900 livros foram publicados!). Tomara que, como os autores mencionam na apresentação do livro, estejamos vivendo um período de consolidação editorial dos gêneros fantásticos em nosso país.

Este ano, senti o Anuário mais completo, mais profissional, mostrando um esforço das pessoas envolvidas em melhorar o “produto”. Tenho acompanhado essa publicação há algum tempo já, e não tenho dúvidas de que os autores estão deixando um legado importante para a História da nossa literatura.

4 respostas para Anuário 2010

  1. tibor moricz disse:

    Você vai me emprestar ele, claro…😉

  2. Oi Daniel, valeu pela dica. Fiquei interessado em adquir o Anuário para me inteirar um pouco mais de como anda a literatura fantástica no Brasil. Pelos números apresentados por você, parece que ela está andando bem. Espero sinceramente que cresça a cada ano, principalmente com o predomínio de autores brasileiros. Um abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s